Notícias

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





10/2015

Pílulas Azuis, uma história em quadrinhos autobiográfica que traduz com delicadeza a complexidade de um relacionamento assombrado pelo HIV.

Uma história em quadrinhos autobiográfica, vencedora do prêmio Polish Jury Prize. Frederik Peeters, um dos quadrinistas mais celebrados da Europa, traduz com delicadeza sua vivência real e complexa em um relacionamento assombrado pelo HIV.
Foi em uma noite festiva de verão que Fred conheceu Cati. Anos depois, eles se reencontram e vivem uma conexão instantânea, que os levam a embarcar em uma comovente e verdadeira história de amor. Nesse momento, Cati encara a árdua tarefa de revelar ao seu parceiro ser soropositiva, assim como o fato de ter um filho de três anos. É quando Frederik Peeters escolhe amar mesmo em face a grandes desafios.
Com ilustrações em preto e branco, Peeters narra o desenvolvimento da intimidade do casal, a maneira como assume seu enteado, o preconceito, as surpresas e sua reveladora relação com um médico cuja afeição e franqueza o permite encontrar meios para quebrar todas as barreiras que ainda existem na sua relação.
A história mergulha nas angústias, dificuldades e realizações de um casal que vive um misto de amor e medo causado pela doença. Visitas regulares ao médico, o sexo com camisinha, livre de transmissão do vírus, e o uso dos medicamentos para controlar o avanço da doença são alguns dos assuntos relatados por Peeters, um autor que, na história e na realidade, questiona o sentido da vida — representado numa passagem na qual o personagem apresenta sua vulnerabilidade em um diálogo socrático com um mamute. A discussão com o animal imaginário o ajuda a perceber que conviver com a doença é completamente possível, deixando-o livre para desfrutar a vida ao lado de Cati.

escrito por nesse site você pode comprar o livro

Compartilhe