Publicações

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver » Saber Viver n.42

03/2008

As aparências enganam

Ganhar peso a todo custo pode sair caro para a sua saúde

A aids costuma ser associada à magreza e, por isso, a nutricionista Marlete Pereira, do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (UFRJ), fica muito preocupada com alguns pacientes interessados em ganhar peso, independentemente de ganhar saúde. Ela costuma alertá-los para o risco da obesidade: “Os remédios contra a aids, por si só, já levam ao aumento das taxas de colesterol e de triglicerídeos; se houver exagero na ingestão de doces, frituras e refrigerantes, o aumento será ainda mais significativo”, diz. Marlete explica que o peso é apenas um dos instrumentos de avaliação do estado nutricional. Este também pode ser verificado pela qualidade da alimentação, por exames de sangue ou pela proporção entre a quantidade de gordura e de massa muscular no corpo. Por isso, segundo a nutricionista, importante para quem tem HIV não é ser gordo, mas ingerir alimentos saudáveis, distribuídos entre quatro, cinco ou seis refeições diárias. Mas se, mesmo sabendo disso, você tem vontade de engordar, prefira alimentos calóricos que sejam, ao mesmo tempo, saudáveis. Confira na receita.

Alimentos calóricos e saudáveis
Abacate, castanha do Pará, nozes, azeite extravirgem, aveia,
arroz integral, pão integral, granola, feijões, inhame.

Compartilhe