Publicações

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver » Saber Viver n.27

04/2004

Atazanavir (Reyataz) + zidovudina + lamivudina

atazanavir (Reyataz) + zidovudina + lamivudina

A combinação apresentada nesse número contém um novo anti-retroviral, já disponível na rede de saúde pública do Brasil, cujo nome fantasia é Reyataz (o nome da substância é atazanavir). O outro medicamento desse esquema, apesar de possuir duas substâncias (zidovudina e lamivudina), é distribuído na rede em um só frasco de remédio.

atazanavir

O atazanavir representa um avanço no tratamento contra a aids por dois motivos: Ele é um medicamento da classe dos inibidores da protease que pode ser tomado apenas uma vez ao dia (são dois comprimidos por vez) e, segundo pesquisas realizadas até o momento, o atazanavir não causa o aumento dos níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue, ao contrário dos outros anti-retrovirais de sua classe. Por causa dessas vantagens, o atazanavir tem sido indicado como uma das primeiras escolhas de tratamento para aqueles pacientes soropositivos que precisam tomar os inibidores da protease. Segundo o infectologista Estevão Portela, os que já utilizam inibidor da protease em sua combinação e precisam trocar de remédio – as chamadas situações de resgate do tratamento – podem passar a tomar o atazanavir, desde que junto com o ritonavir. “Não existem muitos estudos e experiências sobre a utilização do atazanavir em situações de resgate, mas se o médico vê a necessidade de baixar os níveis de colesterol e triglicerídeos e também de diminuir a quantidade de ingestão diária de pílulas do seu paciente, o atazanavir pode ser uma boa opção”.

ritonavir

O ritonavir é um anti-retroviral inibidor da protease que tem sido freqüentemente utilizado, em pequenas doses, junto com outros inibidores da protease, para aumentar a eficácia do tratamento. Veja como fica o esquema desse número com o ritonavir no Box da página ao lado.

Efeito colateral

O único efeito colateral significativo relacionado ao atazanavir é a icterícia – os olhos ficam amarelos. Segundo Estevão Portela, isso só acontece em um quinto dos pacientes, podendo ser mais ou menos intenso. “Isso varia de pessoa para pessoa e não dá para prever. Porém, a icterícia não causa dano algum à saúde. É um problema somente estético”, diz o infectologista. Como todos os inibidores da protease, o atazanavir também costuma provocar distúrbios gastro-intestinais, mas com menor freqüência que os outros. SV

atazanavir

2 cápsulas (de 200mg cada) por dia

zidovudina + lamivudina

1 comprimido de 12 em 12 horas

 

8 da manhã

Mônica está tomando seu café da manhã. Ela ingere seus medicamentos – 2 cápsulas de atazanavir (de 200mg cada) e 1 comprimido de zidovudina + lamivudina – logo após comer. Como todos os inibidores da protease, o atazanavir é mais bem absorvido e tolerado pelo organismo quando é tomado junto com alimentos.

 

 

 

8 da noite

Mônica deu uma passada na casa de sua amiga para bater um papo, mas não esqueceu de levar e tomar na hora certa seu medicamento da noite – 1 comprimido de zidovudina + lamivudina.

 


atazanavir (Reyataz) + ritonavir + zidovudina + lamivudina

Esse esquema pode ser utilizado em terapias de resgate

atazanavir – 2 cápsulas (de 150mg cada) por dia

ritonavir – 1 cápsula de 100mg por dia

zidovudina + lamivudina – 1 comprimido de 12 em 12 horas

 

8h da manhã

2 cápsulas de atazanavir (de 150mg cada), 1 comprimido de ritonavir (de 100mg) e 1 comprimido de zidovudina + lamivudina, junto com alimentos.

 

8h da noite

1 comprimido de zidovudina + lamivudina

Compartilhe