Publicações

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver » Saber Viver n.10

06/2001

Aumentando o apetite

Saber arrumar o prato na hora da refeição é um bom caminho para uma alimentação saudável

Muitas pessoas não dão importância à hora de arrumar um prato. Colocam a comida de qualquer forma e não se importam com as porções indicadas para cada alimento. Porém, é nesse momento que escolhemos o que comer. A nutricionista Marlete Pereira, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, garante que arrumar um prato saudável não é tarefa difícil. O principal, segundo ela, é evitar excessos. Gorduras e açúcares devem ser evitados de qualquer dieta. Apesar de muita gente querer engordar ingerindo-os, eles causam aumento do colesterol e dos triglicerídeos, respectivamente. Além disso, você já sabe que gordura não é sinal de saúde.

Dicas para abrir o apetite
“Um prato ideal deve ser bem arrumado e colorido”, diz Marlete Pereira. A nutricionista conta que, quando nos alimentamos, aguçamos alguns sentidos que nos auxiliam a ter apetite. O primeiro é a visão. Ao olhar para a sua refeição, você deve achá-la bonita. Isso vai ajudar bastante o seu organismo a sentir prazer e apetite. Depois disso, vem o olfato. Afinal, quem já não passou a ter fome após sentir um cheirinho bom de comida? Por fim, vem o paladar, que, obviamente, tem de ser agradável. Para Marlete Pereira, uma refeição deve ser realizada com prazer. “Nada de engolir os alimentos. Mastigue-os com calma e sinta prazer ao comê-los. Essas dicas são fundamentais para melhorar a absorção dos alimentos e o apetite”.

Uma boa digestão
Na hora da comida, evite beber líquidos. Eles fazem com que o organismo demore mais para digerir os alimentos. Tome um mate, um suco ou até mesmo água apenas 30 minutos antes ou após a refeição.

A nutricionista também faz um alerta importante: evite carnes cruas. As carnes de boi e porco, que devem ser ingeridas apenas de 15 em 15 dias, quando cruas, possuem microorganismos que podem se alojar no nosso organismo e causar sérios problemas. Então, esqueça o bife mal-passado. Prefira os mais tostadinhos.

Se você não tem o hábito de comer vegetais folhosos (alface, agrião, rúcula etc), deve incluí-los na dieta aos poucos. Esses alimentos podem causar gases em pessoas que não estão habituadas a comê-los. Aumente as porções a cada dia. O tempero ideal para os vegetais folhosos é à base de azeite, limão e sal. Não coma molhos rosê, tártaro ou outros que contenham maionese. Além de engordar, eles podem cortar o seu apetite.

O prato ideal

• 3 colheres de sopa de arroz para uma de
feijão;
• 1 legume (de 4 a 6 colheres de sopa);
• 1 tipo de carne (100 gramas é o ideal) – De preferência, carne branca (frango ou peixe). Carne vermelha, apenas de 15 em 15 dias;
• 1 folhoso à vontade.

Falha Nossa: A batata inglesa, ingerida em excesso, pode causar aumento dos triglicerídeos, e não do colesterol, conforme foi publicado na edição passada.

Compartilhe