Publicações

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver » Saber Viver n.15

04/2002

Brasil faz teste que verifica a resistência do HIV aos remédios

Brasil faz teste que verifica a resistência do HIV aos remédios


O Brasil é o primeiro país do mundo a fazer, na rede pública, testes que verificam a resistência do vírus HIV aos anti-retrovirais. Os testes de genotipagem são capazes de indicar qual medicamento deixou de fazer efeito no paciente. Quando isso acontece, aumenta o número de cópias de HIV no organismo e o sistema de defesa volta a enfraquecer. A falha no tratamento pode ser causada por problemas de adesão aos medicamentos, má absorção do remédio pelo organismo ou por resistência do vírus a algum medicamento.

A rede de genotipagem (Renageno) do Ministério da Saúde é formada por 12 laboratórios (ver lista abaixo). Os testes não são para todos os portadores do HIV. Um comitê científico estabeleceu uma cota de 6 mil exames que serão realizados este ano. Os beneficiados serão portadores do HIV que estão apresentando as primeiras falhas na resposta ao tratamento anti-Aids. Uma equipe de 60 técnicos foi treinada pelo Ministério da Saúde para trabalhar na análise e interpretação dos resultados dos exames, entrar em contato com o médico do paciente e estabelecer com ele uma nova terapia. O custo de cada teste é de R$ 300 para o governo. Na rede privada, uma pessoa pode pagar até mil reais pelo exame.

 Laboratórios que fazem parte da Renageno
São Paulo: Unifesp – Escola Paulista de Medicina (Capital) • Instituto Adolfo Lutz (Capital) • Instituto Adolfo Luts (São José do Rio Preto) •Rio de Janeiro: Laboratório de Imonologia da Fiocruz (Capital) • Hospital Universitário da UFRJ (Capital) • Laboratório de Virologia Molecular da UFRJ (Capital) • Minas Gerais: Faculdade de Medicina da UFMG (Belo Horizonte) • Rio Grande do Sul: LACEN (Porto Alegre) •Bahia: Universidade Federal da Bahia (Salvador) • Pernambuco: LACEN (Recife) • Distrito Federal: LACEN (Brasília) • Pará: Instituto Evandro Chagas (Belém)

Compartilhe