Publicações

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver » Saber Viver n.10

06/2001

A RETOMADA DA VIDA

Quando descobri ser portador do vírus HIV, em 1988, não me dava conta do que as doenças oportunistas poderiam causar. Tanto queterminei o meu curso de Direito e conheci o companheiro com o qual passaria os meus próximos 6 anos. Nesse período, nunca precisei de medicamentos. Em 1995, meu parceiro faleceu vítima de pneumonia, tuberculose e toxicoplasmose, tudo ao mesmo tempo. A partir daí, fiquei muito deprimido e meus exames ficaram péssimos. Vivia excluído do mundo. Evitava os amigos e me sentia fraco para o trabalho. Tive sérios problemas por preconceito no trabalho no momento em que comecei um tratamento psiquiátrico e a adesão aos anti-retrovirais. Ainda estou em fase de resgate clínico, mas retornei à minha vida. Procurei um grupo de apoio, do qual me tornei voluntário, e faço parte de um projeto com crianças e adolescentes. Nado, caminho, me alimento bem, canto em um coral e agradeço aos meus médicos a atenção e a confiança que sempre me dedicaram.
Um brilho no infinito dos seus olhos.

Mil beijos

Abel José Timossi Godinho GIV – Grupo de Incentivo à Vida (SP)

Compartilhe