Publicações

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver » Saber Viver n.04

05/2000

Coxinha nem pensar!

Refeições rápidas podem ser nutritivas

Se você tem uma vida agitada e, na hora de se alimentar, opta por um salgadinho ao invés de algo mais nutritivo, saiba que existem opções de refeições rápidas que podem ser bastante saudáveis.

Comida a quilo é uma boa 

O restaurante a quilo é uma ótima alternativa. Há vários espalhados pela cidade. A nutricionista Andréa Caputi dá a dica de como preparar o seu prato: “Coloque alguma verdura verde e legumes. Evite os alimentos crus. Coloque no seu prato arroz, feijão e carne. Se você quiser variar, substitua o arroz com feijão por uma boa porção de batata ou massa”. Não dispense a sobremesa que pode ser um pudim de leite, uma mousse de chocolate ou uma bola de sorvete. Se você estiver com diarréia, substitua a sobremesa por uma maçã. Segundo Andréa, você estará garantindo, assim, uma refeição de qualidade com calorias suficientes para manter o seu peso.

Sanduíche reforçado

Um simples sanduíche com uma proteína (carne de frango, carne vermelha ou um tipo de queijo), pode significar um bom reforço para o nosso organismo nas horas de maior pique. Com alface, tomate ou qualquer outra verdura, perfeito! Porém, a nossa nutricionista faz alguns alertas às pessoas que sempre comem na rua. “Evite sanduíches com maionese ou creme de leite. Eles estragam com mais facilidade. Se forem ingeridos desta forma, podem causar diarréias fortes.”

Cuidado com as gorduras
Os salgadinhos podem ser uma armadilha. Nem sempre são fritos na hora e a gordura é reaproveitada várias vezes. Lembre-se que os medicamentos anti-Aids podem causar aumento da gordura no sangue, causando problemas cardíacos. “ Você pode evitar o aumento do colesterol através de uma dieta que contenha calorias, mas que não seja rica em gorduras”, alerta a nutricionista.

Escolha o local onde vai comer
Observe onde você vai comer. Perceba, por exemplo, se o peito de frango é feito na hora e se o local está limpo. Pergunte como os alimentos são feitos. Essas informações são importantes para você ter uma idéia de como a sua refeição foi preparada.

Respeite os horários 
“A pessoa soropositiva precisa dar mais atenção às suas refeições e aos horários de se alimentar. Faça, no mínimo, quatro refeições por dia e tente comer sempre nos mesmos horários. Para você que trabalha fora, leve sempre um lanche para o intervalo entre almoço e jantar. Neste período ficamos várias horas sem comer e isto pode enfraquecer o nosso organismo. Faça um sanduíche em casa, ou leve uma fruta como banana, por exemplo”, aconselha a nutricionista.

Sanduíche do intervalo
(entre almoço e jantar)

Desfie um filé de peito de frango; misture-o com uma colher de chá de requeijão; junte 1 cenoura pequena ralada, 1 colher de milho, 2 rodelas de tomate e alface à vontade.

Escolha o pão de sua preferência: hamburguer, forma, integral ou árabe.
Você pode substituir a cenoura por outro legume, como beterraba; e o alface por qualquer outro vegetal folhoso. O frango também pode ser substituído por queijo ou outro tipo de carne.

Compartilhe