Publicações

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver » Saber Viver n.23

08/2003

Dicas de como achar um emprego

Se você se sente bem fisicamente, que tal arrumar um emprego?
O trabalho pode aumentar a auto-estima
e melhorar a sua qualidade de vida

Várias pessoas que vivem hoje com o vírus HIV no Brasil se sentem capazes de encarar novamente, ou pela primeira vez, o mercado de trabalho. Porém, muitas vezes, por medo de sofrerem algum tipo de discriminação – caso alguém descubra que são portadores do vírus da Aids – acabam se acomodando e sequer tentam buscar uma ocupação. Pensando nessas pessoas, a Saber Viver recolheu algumas sugestões preciosas para incentivá-los a ir à luta, dando dicas de como escrever um currículo e, principalmente, se comportar em uma entrevista. Apesar da crise em que o país se encontra, vale a pena tentar arranjar um emprego. Além de ocupar o tempo e melhorar a auto-estima, o trabalho garante um salário que pode tornar a nossa vida mais confortável. Então, vamos tentar?

O HIV só interessa a você
O advogado Marcelo Turra ressalta que, antes de buscar um trabalho, você deve se convencer que a sua soropositividade só interessa a você. “Não existe nenhuma lei que obrigue uma pessoa a revelar se é soropositiva ou não em qualquer situação profissional, seja no processo de seleção ou quando já está empregado”, diz o advogado. Isso porque, como você sabe, o vírus da Aids não é transmitido através das relações sociais. Ou seja, um portador do vírus não oferece nenhum tipo de risco à empresa e aos funcionários. Mas, mesmo assim, infelizmente, sabe-se que alguns locais ainda exigem exames anti-Aids para admissão de funcionários. Para esses casos, Marcelo Turra aconselha: “Se você passar por esta situação, a melhor coisa a fazer é sair de fininho, denunciar o local na Delegacia Regional do Trabalho mais próxima e procurar outra oportunidade de emprego. É importante lembrar que existem empresas que não solicitam exame anti-Aids antes de contratar alguém”.

Onde procurar emprego
Procure oportunidades. Além dos classificados dos jornais, existem páginas na internet que recebem currículo para todos os tipos de profissão. Elas cadastram empresas que, quando precisam de algum funcionário, recorrem a essas páginas para preencher uma vaga. Algumas são pagas; outras, não. Nós selecionamos para você as gratuitas. Para quem não tem computador em casa, as agências centrais dos correios no Rio de Janeiro e São Paulo estão oferecendo acesso à internet gratuita. Procure a agência mais próxima de você pelo telefone 0800 5700100 (ligação gratuita). Este serviço não está disponível, por enquanto, para outros estados do país. Nesses casos, use a criatividade: tente o computador de um amigo ou procure um local onde o acesso à internet seja bem baratinho.

Como fazer o currículo
Na hora de preparar o currículo, tenha alguns cuidados básicos.

 Ele deve ser simples e honesto. Erros de português e apresentação ruim (impressão de má qualidade, xerox e manuscrito) podem eliminar de cara um candidato.
 Seja objetivo. Um currículo não deve ser extenso demais. Não coloque número de documentos. Deixe isso para a hora da entrevista.
 Coloque pretensão salarial somente se for solicitada.
 Na hora de citar as experiências, priorize os empregos que têm a ver com a vaga para a qual você está concorrendo.
 Nunca use formulário padrão vendido em papelaria. Demonstra preguiça e desleixo.
 O currículo deve ser feito por computador, mas não deve ser espalhafatoso nem ter fotos. Você deve sempre enviar o original.

A hora da entrevista
Depois que as etapas acima forem vencidas, chega a hora da entrevista. Lembre-se: o que está em cheque é o seu lado profissional. Os assuntos a serem tratados estão relacionados às suas experiências de trabalho anteriores. A Saber Viver realizou uma pesquisa na internet sobre principais pontos a serem tratados em uma entrevista. Não foram encontradas perguntas ou tópicos relacionados à saúde do candidato. Somente perguntas comuns como quais são seus pontos fracos, quais são seus objetivos a longo prazo, descreva uma situação difícil em sua vida. Responda sempre visando ao lado profissional, nunca o pessoal.

Não tenha medo de testes
Faz parte do processo de seleção de algumas empresas um teste que serve para traçar a personalidade de cada candidato. Geralmente ele é formado por muitas perguntas que podem ser respondidas rapidamente. Lembre-se de que este teste é comum a todos os candidatos. O importante, nessa hora, é ser autêntico. Não tente adivinhar o que a empresa está pensando, mas use o bom-senso. SV

Informações que devem estar em um currículo:
 Localidade e data
• Nome, nacionalidade e telefone de contato
 Resumo da trajetória profissional
 Escolaridade (2º grau completo, graduação etc)
 Idiomas
 Experiências profissionais (coloque os três últimos empregos, começando pelo último, e os que têm relação com a vaga desejada)
 Informações adicionais (atividades e cursos extras).
 Fonte: www.emprego.com.br

Dicas importantes para a hora H

• Escolha da roupa – Para as mulheres: evite roupas amassadas ou coladas no corpo, decotes sedutores e maquiagem forte. Para as com lipodistrofia: use roupas mais soltas no corpo, como saia rodada, calças com pernas largas etc. Para os homens: Utilize camisa social. Se estiver com lipodistrofia, opte por usá-la do lado de fora da calça. As cores da roupa devem ser neutras.
• Tente relaxar – Antes da entrevista, faça uma coisa bem legal. Assim, na hora da entrevista você estará mais relaxado.
• Espere sempre o entrevistador lhe dirigir a palavra.
• Guarde o nome do entrevistador e sempre o chame pelo nome.
• Nunca fale mal da empresa em que você trabalhava antes. Mesmo que tenham ocorrido problemas, fale somente dos aspectos positivos e, quando eles perguntarem por que você saiu desse emprego, diga que você estava precisando de novos desafios profissionais.
• Se você estiver tremendo (o que é normal!), a dica é falar pausadamente. Não use palavras difíceis. Seja natural. Mas nunca use gírias, palavrões e piadinhas.


Compartilhe