Saber Viver Jovem

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver Edições Especiais » Saber Viver Jovem » Saber Viver Jovem n.01

01/2004

SAÚDE – é assim que se fala

Vamos combinar uma coisa: ao invés de ficar pensando em doença, que tal dar uma força para a saúde? Seguir uma alimentação saudável e praticar atividade física já é um bom começo. Isso vale para todo mundo, soropositivos ou soronegativos.

Mexa-se!
Quem pratica exercício físico sabe o bem que ele faz. A atividade física deixa o seu corpo funcionando a todo o vapor e você se sente mais bonito e feliz. O fato de ser soropositivo não o impede de praticar atividade física. Pelo contrário, exercitar-se pode trazer inúmeras vantagens. Além de fortalecer seu corpo e deixá-lo menos exposto às doenças, os exercícios físicos ajudam a combater alguns efeitos colaterais dos medicamentos contra a aids.

Atividade ideal – Exercitar-se ao ar livre e em grupo é mais saudável e uma excelente forma para fazer amigos. Andar, correr, nadar, pedalar, dançar, jogar bola. Tudo isso é muito bom! Tem gente que prefere malhar numa academia. Não importa. O ideal é que você se exercite com regularidade. A melhor atividade é aquela que te dá prazer. 

Qual o limite
Marinella Della Negra, médica infectologista do hospital Emílio Ribas, de São Paulo, explica que fazer atividade física exageradamente não é bom para ninguém. “Manter o corpo em movimento é ótimo para a saúde, mas tem que ter bom senso. Se está se sentindo indisposto, é melhor descansar”, diz a médica. Aqueles que até agora nunca se exercitaram precisam começar aos poucos. O ideal é procurar a orientação de um professor, principalmente para quem quer malhar com pesos. Não é necessário dizer que é soropositivo.

Minha família acha que não devo me cansar…
Meu nome é Fernando, tenho 16 anos e moro em Salvador, Bahia.
Adoro jogar futebol. Me sinto super feliz quando estou no campo, mas minha família acha que não devo me cansar jogando.
Segundo a médica Marinella, essa atitude é muito comum entre os familiares, que super-protegem as meninas e meninos soropositivos.
Nesses casos, a dica é pedir a seu médico para conversar com seu responsável sobre os benefícios dos exercícios físicos.

CONVERSANDO SOBRE DROGAS

O uso de drogas sempre traz algum efeito sobre a saúde. Desde aquelas que se compram no bar da esquina – como o cigarro e o álcool – até aquelas que são adquiridas ilegalmente, todas as drogas podem causar algum dano à saúde. Comecemos então pelo cigarro. Câncer de pulmão e doenças do coração são apenas alguns dos males que ele traz para quem fuma. Já o álcool e outras drogas (como cocaína, por exemplo) atacam o fígado. Quem toma muitos medicamentos já tem o fígado sobrecarregado e vai prejudicar ainda mais o funcionamento desse órgão ingerindo álcool e drogas.
O corpo como um todo reage ao uso de drogas. Às vezes podemos chegar a perder o controle da situação e entrar numa grande furada ao invés de encontrar prazer. Quando estamos sob efeito de alguma droga podemos ter nossas emoções mais afloradas, algumas vezes ficando mais briguentos e em outras extremamente tranqüilos. A reação é diferente de uma pessoa para outra.
Portanto, se você gosta de se reunir de vez em quando com os amigos para beber uma cerveja, não se preocupe. É só não exagerar e deixar seu radar do bom senso ligado. A médica Marinella Della Negra aconselha: “Beba com moderação e não esqueça de tomar os medicamentos. O efeito dos anti-retrovirais não é prejudicado pelo álcool. Se sentir isolado e entrar em depressão é pior”. Vale lembrar que “esquecer” de usar a camisinha com a desculpa de que estava doidão, também não está com nada.
Se a droga estiver atrapalhando sua vida e você estiver com dificuldade de se livrar dela ou controlar seu uso, peça ajuda. No local onde você faz tratamento, os profissionais poderão lhe apoiar ou indicar onde buscar o apoio que você precisa.

 

CUIDE DE SUA ALIMENTAÇÃO
Quem não gosta de comer umas besteiras por aí? Sanduíche cheio de maionese e ketchup, salgadinhos, batata frita, refrigerante e mais balas, chicletes… enfim, a variedade é enorme. Já parou para pensar como seu organismo vai ter que trabalhar para digerir tudo isso? Não é nada fácil para ele, coitado! Que tal dar uma ajudinha? Manter uma alimentação saudável, além de fazer bem para a saúde, ajuda a combater efeitos colaterais dos medicamentos anti-retrovirais. E tem mais: quando você come alimentos nutritivos no seu dia-a-dia, uma escapadinha, de vez em quando, na lanchonete da esquina não vai fazer tanto mal assim.

Uma alimentação saudável requer de 4 a 6 refeições diárias. Um café da manhã reforçado (com leite, pão, queijo e frutas), o almoço e o jantar são as principais refeições. Entre elas faça pequenos lanches: um bolo ou um suco, por exemplo. O importante é comer alimentos variados capazes de suprir suas necessidades diárias de nutrientes.

Veja se você está no caminho certo.
Escolha um desse pratos e confira

Macarrão + salsicha + gelatina
Hamburger + batata frita + refrigerante
Arroz + feijão + carne + alface + cenoura + banana
Péssima escolha. Macarrão até que é bom porque tem carboidrato, que dá energia. Mas, se você não faz exercícios e come muito carboidrato, vai engordar e aumentar suas taxas de gordura no sangue. Já a salsicha é gordura pura e muita química. Faltam legumes, verduras e frutas. A gelatina também não é uma boa escolha, pois tem muito açúcar e corante. Deve ser uma exceção na sua alimentação. Essa refeição tem muita gordura e é pobre em nutrientes. Mas você pode melhorá-la um pouco se beber um suco de fruta rico em vitamina C (ex: laranja, abacaxi, acerola, limão) ao invés de refrigerante. Ótima combinação. O arroz e o feijão se completam e são super nutritivos. Carne vermelha é rica em ferro, mas a digestão é um pouco difícil. Por isso é melhor comê-la no almoço. Coma também peixe e frango, que são de fácil digestão. Evite as partes gordurosas da carne e a pele do frango e do peixe. Legumes, verduras e frutas não podem faltar no seu dia-a-dia.

 

Beba água. Manter o corpo hidratado é muito importante. A água é um alimento e ajuda o organismo a eliminar substâncias nocivas, evita a formação de pedra nos rins e prisão de ventre. Quem pratica esportes deve tomar bebidas isotônicas ou água de coco, que repõem os sais minerais perdidos no suor.
Pão, macarrão, arroz e batata são alguns dos alimentos responsáveis por fornecer energia ao organismo. Devem estar presentes na alimentação do esportista, mas quem é sedentário e está acima do peso ideal deve consumi-los com moderação. E não misturá-los.
Frutas, legumes e verduras são ricos em vitaminas, minerais e têm muita fibra, que ajuda na digestão.
Leite, queijo e iogurte fortalecem os ossos.
Carnes, ovos, aves e peixes são ricos em proteínas e auxiliam na formação de novas células.
Feijão, ervilha e lentilha possuem ferro, proteínas e vitaminas. Não deixe de comê-los.
Açúcar, doces e alimentos gordurosos devem ser comidos com moderação, pois aumentam o colesterol e têm muitas calorias.

Compartilhe