Saber Viver Mulher

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver Edições Especiais » Saber Viver Mulher » Saber Viver Mulher n.02

12/2004

Encontros regionais de mulheres vivendo com HIV/aids

Ufa! Finalmente concluímos, com pleno êxito, os seis encontros que coordenamos e organizamos, juntamente com o Programa Nacional de DST/Aids (PNDST/Aids). Esses encontros aconteceram em Aracaju, João Pessoa, Belém, Rio de Janeiro, Goiânia e Florianópolis, envolvendo cerca de 500 mulheres, diversas parcerias de ONGs, serviços de saúde e programas estaduais e/ou municipais de DST e aids. Em cada região, tivemos mais um retrato de quem somos, como vivemos, como somos atendidas e como percebemos essa epidemia em nossa vida. Foram recolhidas várias propostas durante esses eventos. As relacionadas à melhoria no atendimento serão encaminhadas à Conferência Nacional de Saúde e os programas Nacional, estaduais e municipais de DST e aids. Aproveitamos para ressaltar a carinhosa parceria estabelecida entre a Unidade de Prevenção do PN, leia-se Kátia Souto (além do apoio das inesquecíveis Carina, Isabel, Neide e Sheilla), e nós, do movimento de mulheres com HIV/aids do Brasil e Cidadãs PositHIVas.

Participaram mulheres de cores e raças diferentes, de gerações distintas, de tempos de epidemia diversos, mas com a mesma garra e mostrando-se guerreiras na luta pelo viver com HIV/aids com plenitude, respeito, dignidade e qualidade de vida. Mas, para isso, dentre outras coisas, precisamos melhorar o atendimento que nos é oferecido atualmente em nosso país.
Esses eventos também serviram para mostrar que a Cidadã PositHIVa conseguiu envolver mulheres vivendo com HIV/aids de diferentes ONGs, e até ativistas independentes, deixando claro que nosso movimento não veio para dividir, mas para somar esforços na luta de melhor assistência e entendimento a essa pandemia que nos toca tão profundamente. Sem dúvida, as Cidadãs PositHIVas nasceram para agregar, para unificar a fala, para reforçar a luta contra a aids, para vencer o preconceito, afastar a discriminação contra as pessoas e resgatar a auto-estima da mulher portadora do HIV, com a doçura feminina e a firmeza do ativismo!

Jenice Pizão e Beatriz Pacheco Coordenadoras dos Encontros Regionais de Mulheres Vivendo com HIV/AIDS.

Compartilhe