Publicações

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Solução » Solução n.04

12/2004

Fora do prazo de validade

Medicamentos vencidos dentro das farmácias. O que fazer?

Medicamentos com prazo de validade vencido antes da dispensação são encontrados nas farmácias das unidades de saúde com freqüência.

Segundo Sérgio Aquino, responsável pela logística de anti-retrovirais do Programa Municipal de DST/Aids do Rio de Janeiro, isso acontece devido a uma série de fatores, que vão desde falhas no gerenciamento local até a falta de sistemas informatizados para gerenciamento de estoque. “A realidade é que não temos um sistema eficiente de controle”, diz ele. “O problema não é apenas da farmácia, mas também dos almoxarifados central, municipais e estaduais, que muitas vezes encaminham medicamentos para as unidades de saúde com prazo de validade próximo do vencimento, sem tempo hábil para a dispensação”. Para Aquino, falta investimento em capacitação de funcionários, monitoramento e avaliação dos serviços.

Há ainda outra causa para o desperdício de medicamentos, que poderia ser evitada, em alguns casos, com a implantação da assistência farmacêutica em todas as unidades dispensadoras de anti-retrovirais. “Existem pacientes que retiram seus anti-retrovirais e não tomam. Depois retornam os frascos às unidades, imaginando que podem ser úteis para outras pessoas. Mas isso não pode ser feito porque a condição de armazenamento desses frascos é desconhecida”, conta Aquino.

Medicamentos fora do prazo devem ser retirados
Os medicamentos fora do prazo de validade devem ser retirados o mais rapidamente possível da farmácia. O risco de serem dispensados por engano é grande, visto que a maioria das unidades de saúde do Brasil não possui áreas separadas para almoxarifado e dispensação, condição ideal para o trabalho de farmácia.

O farmacêutico deve relacionar todos os frascos que precisam ser retirados, com o prazo de validade, n° do lote e nome do laboratório, e encaminhar esse documento para a Coordenação de DST/Aids do seu estado, que deve entrar em contato com os Programas Nacionais de DST/Aids. É importante observar prazos de envio devido a cláusulas contratuais de troca.

Como evitar o desperdício de medicamentos

> Realize um rígido controle sobre a saída mensal de cada medicamento e fiscalize constantemente seu estoque.
> Dispense os medicamentos que estão mais próximos do vencimento
antes dos que têm um prazo de validade maior.
> Ao observar que um medicamento está perto de vencer, procure a unidade de saúde mais próxima e tente transferi-lo. “Essa atitude é mais ágil do que encaminhar um documento para a coordenação de DST/Aids para que ela transfira o medicamento”, afirma Aquino.

Compartilhe