Publicações

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver » Saber Viver n.45

12/2009

Formando líderes para o futuro


Vinte e dois jovens de todas as regiões do país e que vivem com HIV/aids participam de uma iniciativa inédita. Durante 11 meses, eles receberão formação em liderança na área do HIV/aids e atuarão nas coordenações estaduais e municipais de DST e Aids, serviços de saúde e espaços de mobilização comunitária. Nesse período, os jovens, procedentes das cinco regiões do país, receberão bolsas mensais de R$ 472,00. Em outubro, em Brasília, teve início a primeira fase do projeto, uma parceria do Departamento de DST/Aids do Ministério da Saúde com a Pact Brasil, Usaid, Unaids e outras agências das Nações Unidas.
“Vocês vão segurar a bandeira que a gente carrega hoje”, disse emocionada Mariângela Simão, diretora do Departamento de DST e Aids.

Oportunidades
Alexandre Câmara, um dos participantes do projeto, enxerga possibilidades de mudanças. “Vejo nessa formação a oportunidade de um jovem vivendo com HIV superar preconceitos e ampliar sua visão nas questões sociais, aprimorando sua formação pessoal e profissional”. Para Matheus Diamantino, participar do grupo também significa contribuir para o fim do preconceito. “Minha expectativa é ser um jovem líder que busca na sociedade o enfrentamento do HIV/aids” afirma.
“Eu desejo que a cadeira que eu ocupo hoje seja de um deles no futuro”, ressaltou Eduardo Barbosa, diretor-adjunto do Departamento de DST e Aids.

 

“TEMOS UM PEDAÇO DO TOM EM CADA UM DE NÓS”

O movimento social brasileiro perdeu no dia 2 de novembro de 2009 uma de suas jovens lideranças: Thompson Toledo, 22, da Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV/aids. Tom, como era conhecido, nasceu com o HIV e tornou-se um ativista ao levar sua história de luta contra o preconceito a outros jovens.

“Acompanho o Tom há cinco anos e o vi inúmeras vezes dizer ‘chega de escutar as mesmas coisas, chega de não ver resultados’, relembra Wallace Alcântara, da Rede. “O

Tom não se foi, todos nós temos um pedaço dele conosco, é só nos unirmos”, conclui.

Compartilhe