Circulador

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Circulador » Circulador n.03

12/2007

Investindo no pai do futuro

Iniciativas da Secretaria Municipal de Educação contribuem para a formação de um novo conceito de cuidado, que inclui o homem.

Acreditando que a escola é o lugar ideal para o debate e a propagação de idéias, o Projeto de Extensão Meio Ambiente e Saúde, da Secretaria Municipal de Educação, oferece as ferramentas necessárias para que os professores da rede desenvolvam junto a seus alunos os Núcleos de Adolescentes Multiplicadores (NAM). O objetivo dos Núcleos, que hoje já estão em mais de 100 escolas do município, é fomentar a discussão de temas como saúde, sexualidade, meio ambiente, projetos de vida, cidadania e responsabilidade.
Valéria Araújo, educadora e psicóloga da SME e integrante da Macrofunção Vida, conta que o tema paternidade é recorrente e de extrema importância: “Os Núcleos têm contribuído para uma maior reflexão sobre a paternidade, tanto da relação que o aluno tem com seu próprio pai, como no aspecto da responsabilidade que ele tem sobre seu futuro, fazendo com que o rapaz reflita sobre que pai ele deseja ser”.

Adriana Bastos Viana (loura, no centro), coordenadora do Núcleo de Adolescentes Multiplicadores da Escola Municipal Rostham Pedro de Farias, com seus alunos. John Douglas (o mais alto, à esquerda) diz: “Homem e mulher têm direitos e deveres iguais na hora de educar uma criança”.

Jovens debatem sobre paternidade
Em agosto deste ano, o Núcleo de Adolescentes Multiplicadores da Escola Municipal
Rostham Pedro de Farias organizou murais e debates, além de uma peça teatral sobre a paternidade. A coordenadora do Núcleo, Adriana Bastos Viana, relata que, durante o planejamento das atividades, os jovens discutiram diversas possibilidades da questão. “Ficou evidente a ânsia destes meninos e meninas em ter um pai mais presente e carinhoso em suas vidas”, diz ela.
Já John Douglas, 14 anos, da oitava série, acha que homem e mulher têm direitos e
deveres iguais na hora de educar uma criança: “Não tem essa de que lugar de homem é fora de casa. Isso é machismo!”

MULTIRIO Canal aberto com o educador

A empresa MULTIRIO, da SME, oferece suporte aos educadores para a abordagem de temas variados em sala de aula, com produtos atualizados e complementares ao material didático. Os programas televisivos Rio, a Cidade e Nós da Escola; a revista Nós da Escola e o portal da MULTIRIO são alguns deles. A atuação da MULTIRIO junto à Macrofunção Vida tem contribuído para que o debate sobre a valorização da paternidade seja ampliado. Segundo Maria Lucia Corrêa Dias, da Assessoria de Integração, essa discussão é relevante e atual: “Pensar o papel do homem e da mulher de hoje é de grande importância, em especial, nos setores da sociedade que atuam de forma direta ou indireta na educação de crianças e jovens”.

Vale a pena!

“Participar da Macrofunção Vida ajuda a refletir sobre novos aspectos da paternidade e incentiva os profissionais de educação a criar estratégias que fortaleçam laços entre pais, filhos e filhas”. Valéria Araújo, da Secretaria Municipal de Educação e integrante da Macrofunção Vida.

Compartilhe