Publicações

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver » Saber Viver n.46

08/2010

Mexa-se! Exercício físico é aliado do tratamento

Sabe aquela preguiça que não deixa você sair de casa nem mesmo para uma caminhada? Está na hora de deixála para trás. Para o educador físico e professor da Academia Corpo Posithivo, do Grupo Vhiver, em Belo Horizonte, Hugo Fábio de Souza, o exercício representa um aliado poderoso para o tratamento e o que é me lhor, sem usar medicamento. “Quanto antes o soropositivo iniciar a prática de exercícios, maiores serão os seus benefícios”, afirma.

Combater a lipodistrofia

O ideal é combinar exercícios aeróbicos (como corrida) e anaeróbicos de resistência (como musculação). Para os que já estão em tratamento antirretroviral, os exercícios podem diminuir os efeitos colaterais dos medicamentos, principalmente a lipodistrofia. “O programa de exercícios físicos, associado com uma dieta adequada, é capaz de regularizar as alterações de colesterol e triglicerídeos, assim como amenizar a deposição de gordura corporal na região central”, explica Hugo. Para quem ainda não faz uso de medicamentos, os exercícios têm como principal objetivo o fortalecimento do sistema imunológico. “Pode adiar o início do tratamento com antir retrovirais”, afirma.

Sensação de felicidade

E os benefícios não param por aí. O exercício está relacionado à liberação de hormônios que dão sensação de felicidade, reduzindo a chance de o paciente desenvolver uma depressão. Além disso, outros aspectos proporcionam o prazer do praticante, como a interação social. Nesse caso, fazer esportes é uma boa opção! “Estar rodeado de pessoas que lhe são agradáveis e dividem o mesmo objetivo por si só promove bem estar”, diz o professor. “Outro aspecto importante de prazer que os exercícios proporcionam é a sensação de vitória por ultrapassar um limite físicopsicológico”, completa.

Experiências bem sucedidas

Luisa*, que há um ano faz exercícios regularmente, comprova. “O exercício foi uma válvula de escape. Conheci pessoas que me ajudaram a sair de uma tristeza profunda”, afirma. Já Lucas*, que passou a correr com a esposa, diz: “A mudança no corpo ainda é pequena, mas já me sinto mais animado”.

Mexa-se! E conte com a companhia de outras pessoas. Competições como corridas e jogos de futebol são ótimas opções para se exercitar, superar limites e conhecer pessoas. Cada esporte ou exercício possui uma particularidade, alguma delas vai atrair você.

Compartilhe