Saber Viver Tuberculose

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver Edições Especiais » Saber Viver Tuberculose » Saber Viver Tuberculose n.01

06/2005

Previna-se contra a Tuberculose

Ter o bacilo da tuberculose não significa ter a doença. Basta saber como evitar

O bacilo de Koch (agente causador da tuberculose) pode ficar anos em uma pessoa, sem fazer com que ela adoeça. Mas, quando as defesas do organismo estão enfraquecidas, como no caso dos portadores do HIV/Aids, o risco de adoecer aumenta muito. Se você tem indicação para fazer o tratamento de prevenção da tuberculose, comece o quanto antes. Ele é fácil, eficiente e evita que você fique doente de tuberculose.

Quem é HIV positivo deve fazer a prevenção da tuberculose quando…

• Convive ou já conviveu em casa com pessoas que estão ou estiveram com tuberculose

• Tem resultado positivo para o teste da tuberculose latente (chamado PPD) e negativo para a radiografia de pulmão

• Na radiografia de tórax apareceu uma cicatriz de tuberculose, mas o teste de escarro deu negativo. Isso significa que você teve tuberculose e não notou, pois se curou sem fazer tratamento. Mas o bacilo ainda deve estar presente.

• Fez, no passado, um teste PPD que deu positivo e nunca fez a prevenção da tuberculose.

Saiba como evitar a doença tuberculose

A profilaxia da tuberculose (ou tratamento de prevenção) é feita com um medicamento chamado isoniazida, que é distribuído gratuitamente nos postos de saúde. Durante seis meses, devem ser tomados comprimidos de isoniazida uma vez ao dia. É importante que o tratamento seja seguido sem interrupções. Só a prevenção bem feita evita a tuberculose. A isoniazida ingerida de forma irregular faz com que o medicamento deixe de surtir o efeito desejado.

Prevenir a tuberculose é bem mais fácil do que tratar a doença

• Para prevenir a tuberculose é necessário tomar apenas um remédio, a isoniazida. Para tratar a tuberculose, são necessários três medicamentos.

• A isoniazida é muito bem tolerada. Apenas algumas pessoas relatam sentir dormência nas mãos e pés, o que pode ser controlado tomando a vitamina B6 (piridoxina), uma vez ao dia. Já os remédios usados para tratar a tuberculose podem ter mais efeitos colaterais.

• A isoniazida não interfere na função dos antiretrovirais (os medicamentos contra Aids), ao contrário de um dos remédios usados para tratar a tuberculose, a rifampicina. Este medicamento pode interferir muito na terapia contra a aids, sendo necessário, muitas vezes, mudar os anti-retrovirais usados.

Atenção a esses sintomas

Se, durante o tratamento de prevenção da tuberculose, surgir algum sinal de tuberculose ativa (tosse por mais de três semanas, febre, emagrecimento ou desânimo), procure seu médico. Só ele poderá avaliar se a profilaxia deve ser suspensa e o tratamento para a tuberculose, iniciado.

Nova exposição ao bacilo

Depois de fazer corretamente a profilaxia da tuberculose, você está prevenido contra a doença. Caso, no futuro, você tenha contato com pessoas com tuberculose, procure seu médico. Pode ser necessário fazer uma nova profilaxia.

Pedro fez a prevenção da tuberculose antes do tratamento da Aids

Pedro é professor, tem 46 anos e descobriu que é portador do HIV há um ano. Logo em uma de suas primeiras consultas, sua médica pediu que fizesse o teste PPD para investigar se ele tinha sido infectado pelo bacilo da tuberculose. “O resultado foi positivo”, conta Pedro. “Durante seis meses, fiz o tratamento de prevenção da tuberculose e foi bem simples. Não tive efeito colateral e nunca esqueci de tomar os remédios. Acho que é importante que a pessoa se informe sobre o que tem, que pergunte ao médico e que tenha vontade de se cuidar. É bem melhor prevenir do que ter a tuberculose manifestada. Ainda não precisei começar o tratamento contra a Aids, mas já estou livre da tuberculose”. A médica de Pedro, Iná Meireles de Sousa, recomenda o teste PPD a todos os seus pacientes soropositivos. “A profilaxia impede que o paciente adoeça de tuberculose, causa da morte de muitas pessoas portadoras do HIV/Aids” diz a médica, acrescentando que, quando a prevenção é feita antes do início do tratamento antiretroviral, como no caso de Pedro, é ainda melhor. “Isso evita ter que tomar muitos comprimidos ao mesmo tempo”.

TESTE DA TUBERCULOSE E RADIOGRAFIA DE PULMÃO

É muito importante que as pessoas soropositivas façam o PPD, teste que detecta a presença do bacilo da tuberculose no organismo. Se o teste der positivo, será necessário fazer uma radiografia de pulmão, para investigar se a tuberculose já está instalada no organismo. Se não tiver indicação da doença, apenas a presença do bacilo, o tratamento de prevenção da tuberculose deve ser iniciado imediatamente.

Compartilhe