Saber Viver Mulher

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver Edições Especiais » Saber Viver Mulher » Saber Viver Mulher n.01

10/2003

Pele seca, mulheres amigas e malhação contra a lipodistrofia

Pele seca – o que fazer

Uma reclamação constante entre as portadoras do HIV é o ressecamento da pele. Quem faz terapia anti-retroviral costuma sofrer ainda mais com isso, principalmente aqueles que tomam o medicamento indinavir. O dermatologista Márcio Serra tem algumas sugestões fáceis e baratas que podem amenizar esse problema. De qualquer modo, não deixe de consultar seu médico, caso o ressecamento não melhore.
Veja as dicas:
1. Evite banhos muito quentes e prolongados.
2. Não use sabonete em excesso e prefira os neutros, à base de glicerina.
3. Antes do banho, passe em todo o corpo um óleo de cozinha, como o óleo de girassol.
4. Depois do banho, hidrate o corpo com óleos minerais (ex: Nujol) ou óleos vegetais (ex: óleo de amêndoas).

Mulheres amigas

Nada melhor do que termos um lugar onde possamos conversar sobre vários assuntos, inclusive HIV, e ainda fazer novas amizades. O Grupo de Incentivo à Vida (GIV) é uma instituição que trabalha pela melhoria da qualidade de vida das pessoas infectadas pelo HIV. A cada quinze dias, um grupo de mulheres se reúne às quintas-feiras, na sede do GIV para conversar sobre assuntos relacionados às suas vidas. Filhos, parceiros e saúde são apenas alguns dos temas discutidos por esse grupo chamado Toque de Mulher.
No Rio de Janeiro, o Grupo Pela Vidda Rio oferece às mulheres soropositivas um espaço semanal exclusivo, onde é possível encontrar novas amigas, bater um papo bem legal e afastar grilos que surgem quando descobrimos que estamos infectadas pelo HIV. Confira os endereços na última página.

Malhação contra a lipodistrofia

Lipodistrofia
Mudanças corporais que acontecem em soropositivos, muitas vezes como efeito colateral da medicação anti-retroviral. Ela se manifesta normalmente com o aumento da gordura das mamas e do abdome e a perda de gordura da face, braços, pernas e quadril. Além disso, há um aumento dos níveis de triglicerídeos e de colesterol no sangue.

Para diminuir os efeitos da lipodistrofia, é fundamental a prática de exercícios físicos. A atividade aeróbia (andar, correr, nadar, andar de bicicleta, praticar esporte) ajuda a baixar os níveis de triglicerídeos e colesterol, prevenindo doenças cardíacas, e colabora para a redução da gordura abdominal. Os exercícios com pesos proporcionam ganho de massa muscular nos braços e pernas.
A prática de atividade física tem que ser adequada à capacidade de cada um. Procure a orientação de um profissional competente. O exercício em excesso ou feito de forma errada pode prejudicar ao invés de ajudar. O ideal é fazer uma avaliação completa com prova de esforço antes de começar a se exercitar e depois acompanhar o progresso, principalmente quem nunca praticou atividade física.

Compartilhe