Publicações

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver » Saber Viver n.48

12/2011

Segurança e higiene na cozinha

crédito foto: www.sxc.hu

Muitas vezes regras simples adotadas no dia-a-dia podem nos proteger de doenças causadas por falta de higiene e cuidado na hora de preparar, manipular e conservar os alimentos. A nutricionista Marlete Pereira da Silva, do Hospital Clementino Fraga Filho (UFRJ), lembra que alimentos contaminados podem causar febre, diarreia e vômito, podendo levar à hospitalização. “Para pessoas com deficiência imunológica, a gravidade será maior”, lembra Marlete. Diferente do que muitos pensam, nem sempre os alimentos contaminados apresentam mudanças de cor, aroma e gosto. Porém, outras alterações em suas características naturais, ou mesmo na embalagem do produto, podem indicar que eles estão impróprios para o consumo. No cotidiano da cozinha, as mãos devem ser mantidas sempre limpas antes de começar a manipular os alimentos, assim como o ambiente onde você prepara esses alimentos e os utensílios usados durante o preparo. Prender os cabelos e manter as unhas limpas também são medidas fundamentais. Pensando nesse dia-a-dia na cozinha, a Saber Viver selecionou, com a ajuda da nutricionista Marlete, algumas dicas de segurança e higiene para melhorar, e muito, a sua refeição. Veja abaixo.

PEQUENOS CUIDADOS COM A HIGIENE, MANIPULAÇÃO E SEGURANÇA DOS ALIMENTOS
– Lave as frutas, legumes e folhosos em água corrente e depois os coloque de molho em um litro de
água e uma colher de sopa de água sanitária por aproximadamente 15 minutos. Depois enxágue.
– Sempre guarde alimentos secos em locais arejados.
– Observe as origens dos alimentos e o selo de garantia – Selo do Serviço de Inspeção Federal/SIF. Este serviço atesta a qualidade da produção de alimentos de origem animal, sob o aspecto sanitário e tecnológico.
– Verifique a data de validade do produto. Alimentos com datas de validades vencidas não devem ser consumidos.
– Verifique se a embalagem do produto está intacta. Não compre produtos com embalagens sujas, enferrujadas, amassadas, estufadas ou com vazamentos.
– Evite alimentos que têm gelo formado dentro da embalagem, como carnes. Isso indica que, provavelmente, já ocorreu descongelamento e o alimento congelou novamente.
– Mantenha os alimentos em temperatura adequada. Esta temperatura costuma ser indicada pela própria embalagem dos alimentos.
– Por fim, lembre-se sempre de manter as mãos limpas antes de começar a preparar os alimentos.

Bom apetite!

Compartilhe