Saber Viver Mulher

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver Edições Especiais » Saber Viver Mulher » Saber Viver Mulher n.03

02/2004

Sou um elo entre as mulheres vivendo com HIV/Aids

Juçara Portugal trabalhou durante 25 anos como funcionária pública no Rio de Janeiro. Hoje, aposentada, usa a experiência que adquiriu para ajudar a melhorar a qualidade de vida de outras pessoas que vivem com HIV e aids, principalmente as mulheres.

Apesar de o Brasil estar em uma situação privilegiada em relação ao tratamento de pessoas infectadas pelo HIV, existem ainda pontos que precisam ser melhorados e a nossa participação ativa é fundamental para apontar problemas e sugerir soluções. Falando especificamente de mulheres, as questões são inúmeras. Quando o HIV entra na vida de uma mulher, problemas cotidianos que afetam a vida de muitas de nós (como violência e discriminação) tornam-se ainda mais complicados. Não podemos deixar de ressaltar questões culturais que nos levam a deixar de cuidar de nós mesmas para cuidarmos dos outros. Por tudo isso, vejo a importância de onstituir grupos de ajuda mútua entre mulheres para que possamos nos apoiar no exercício de nossa cidadania, intervindo e contribuindo diretamente nas unidades de saúde onde nos tratamos, lutando por melhores condições de vida e ocupando espaços de decisão.

Desde que conheci a Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/aids Núcleo RJ, em 1999, passei a cuidar melhor de mim, reestruturei minha vida e comecei a militar pela causa. Em 2002, aceitei o desafio de ser a Representante do Capítulo Brasileiro da Comunidade Internacional de Mulheres Vivendo com HIV/aids – ICW – por acreditar que sua proposta de trabalho era idêntica à minha: apoiar grupos de ajuda mútua, incentivar as mulheres vivendo com HIV/aids à visibilidade e desenvolver capacitação e treinamento para esse grupo. Percebi que eu poderia ser um elo entre as mulheres brasileiras e as outras mulheres vivendo com HIV/aids no mundo e já realizei o principal objetivo, que é divulgar a ICW no Brasil. Hoje contamos com 144 inscrições de mulheres vivendo com HIV/aids no território brasileiro”.

Juçara Portugal Santiago Representante do Capítulo Brasileiro da
Comunidade Internacional de Mulheres Vivendo com HIV/AIDS
ICW BRASIL www.icwlatina.org
e-mail:capitulobrasilicw@terra.com.br – Tel.:  (21) 88537109

Compartilhe