Publicações

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver » Saber Viver n.25

12/2003

Tenofovir + Didanosina + Livivudina + Lopinavir-r

Esquema que inclui novo medicamento oferece mais chances de tratamento

O tenofovir, anti-retroviral que recentemente começou a ser distribuído pela rede pública de saúde do Brasil, contribui para o tratamento daquelas pessoas que já tiveram problemas com outras medicações. O infectologista Estevão Portela explica que a pesquisa com o tenofovir revelou bons resultados em situações de resgate terapêutico. Mas, segundo o médico, esse medicamento é menos eficiente se for deixado como última opção de tratamento. “Quanto menos anti-retrovirais o paciente já tiver utilizado, maior a chance do tenofovir agir satisfatoriamente”, diz Portela. Estudos também mostraram que o tenofovir provoca menos alteração nos níveis de colesterol e triglicerídeos do que outros anti-retrovirais. Por outro lado, foi observada diminuição na quantidade de cálcio nos ossos.

O esquema apresentado nesse número mostra a combinação mais utilizada pelos pacientes, quando um dos medicamentos é o tenofovir. Nesse esquema, a didanosina deve ser ingerida em menor quantidade do que normalmente é indicado. Isso porque o tenofovir aumenta o nível de didanosina no sangue. Portanto, ao invés de 4 comprimidos de 100 mg de didanosina por dia, devem ser ingeridos apenas 3.

tenofovir
1 comprimido 1 vez ao dia
didanosina
3 comprimidos dissolvidos em água 1 vez ao dia com jejum
de uma hora antes de tomá-lo e 45 min depois.
lavivudina
1 comprimido de 12 em 12 horas
lopinavir-r
3 cápsulas de 12 em 12 horas

7h da manhã
Roberto, quando acorda, adora ir à banca de jornal saber das novidades e comprar pão quentinho. Mas, antes de sair de casa, ele toma logo seu medicamento que precisa de jejum: a didanosina (3 comprimidos dissolvidos em água). Roberto toma também seu comprimido de tenofovir porque ele tem que ser ingerido junto com a didanosina.


8h da manhã

Depois de 45 minutos de jejum, Roberto já pode tomar seu café da manhã. Logo depois de comer, ele toma as 3 cápsulas de lopinavir-r e o comprimido de lamivudina. O lopinavir-r é melhor absorvido se for tomado junto com alimentos.

8h da noite
Assim que chega em casa, Roberto faz um lanche e toma seus remédios da noite: 3 cápsulas de lopinavir-r e 1 comprimido de lamivudina.

Dicas para o seu tratamento
Mantenha-se bem informado sobre seu tratamento. Tire todas as suas dúvidas com o profissional de saúde que o atende. Entenda como o HIV e os remédios atuam e que atitudes você pode ter para fortalecer sua saúde.
•••
Ao buscar seu remédio na farmácia, confira o rótulo. Veja se o nome do medicamento está correto. Em caso de dúvida, o farmacêutico deve estar capacitado para orientá-lo.
•••
Os exames de sangue são muito importantes para que seu médico avalie como seu sistema imunológico está reagindo ao tratamento. Nunca deixe de fazê-los.

Compartilhe