Saber Viver Hepatite

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver Edições Especiais » Saber Viver Hepatite » Saber Viver Hepatites Virais n. 01

06/2006

Uma boa ALIMENTAÇÃO como ALIADA

Uma alternativa que ajuda na qualidade de vida é escolher muito bem o alimento e a forma de consumi-lo diariamente. Segundo a nutricionista Raquel Rocha, da Universidade Federal da Bahia (UFBa), não há nenhuma restrição alimentar para uma pessoa que, além do HIV, esteja também infectada pelos vírus das hepatites B e C. Entretanto, alguns cuidados com a alimentação devem ser tomados. A nutricionista diz que uma alimentação saudável, composta por todos os grupos alimentares (carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas, minerais, fibras e água) pode colaborar bastante para o bem-estar de uma pessoa que está coinfectada. “Geralmente, esses pacientes sofrem de falta de apetite e acabam deixando as refeições de lado e prejudicando ainda mais a saúde”, alerta a nutricionista.

Evite doce e bebida alcoólica
Uma alimentação saudável significa, basicamente, o consumo de alimentos variados e saudáveis e a redução dos alimentos ricos em gorduras saturadas (como frituras, carnes gordas e recheios gordurosos), doces, tortas, sal e álcool. A bebida alcoólica, quando ingerida em excesso, pode ocasionar o agravamento da doença hepática: “O álcool pode causar um acúmulo de gordura nas células do fígado e destruí-las. Um paciente com hepatite deve evitar bebidas alcoólicas para que a doença não se agrave”, explica a nutricionista. Ela afirma também que o álcool pode reduzir a quantidade de nutrientes importantes no organismo, como as vitaminas do complexo B.
“Ter hábitos alimentares saudáveis pode trazer um ganho importante para a saúde”, finaliza Raquel.

DICAS SIMPLES para uma ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Faça um prato bem colorido
Faça um prato bem variado com cores diferente de alimentos em cada refeição. Evite uma alimentação monótona. Dê preferência a legumes, verduras, frutas, pães e cereais integrais, leguminosas (feijões, soja, ervilha), carnes brancas (frango e peixe) e evite frituras e gordura animal.

Faça 6 refeições por dia.
Café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia. Tente realizar essas refeições todos os dias, mesmo em pequenas porções.

Não esqueça de beber água
Hidratar o organismo é fundamental para fazê-lo funcionar melhor. Beba de 8 a 10 copos de água (200ml) de água filtrada ou fervida por dia.

Alimentos X medicação
Pergunte ao seu médico se os remédios que você está tomando podem ser ingeridos com alimento. Alguns medicamentos devem ser tomados em jejum e outros, logo após as refeições. Essas orientações interferem no efeito do tratamento.

Cuidado com os suplementos de vitaminas
Nunca utilize suplementos de vitaminas, minerais e medicamentos fitoterápicos sem a orientação do seu médico. Essas substâncias podem agredir o fígado. Algumas podem, inclusive, prejudicar o efeito dos medicamentos contra a aids.

 

 

Compartilhe