Publicações

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Envie para um amigo:





Saber Viver » Saber Viver n.20

02/2003

Zidovudina + Lamivudina + Lopinavir-r

Uma combinação eficiente para aqueles que iniciam o tratamento com a saúde já debilitada

A zidovudina e a lamivudina foram reunidas em um só medicamento cujo nome fantasia varia segundo o laboratório que o produz, podendo se chamar Biovir, Duplivir ou Zidolam. A reunião dessas duas substâncias em um só remédio facilita a sua administração. O lopinavir-r, por sua vez, também é formado pela junção de duas substâncias: lopinavir e uma pequena dose de ritonavir. Seu nome fantasia é Kaletra. A combinação da zidovudina + lamivudina com o lopinavir-r tem sido usada, hoje em dia, com sucesso como terapia inicial em pacientes com o nível de CD4 abaixo de 200 ou com manifestação de doenças. Segundo o infectologista Estevão Portela, essa é uma combinação eficaz e muito bem tolerada. Além disso, é fácil de ser administrada. Os medicamentos podem ser tomados no mesmo horário em duas tomadas diárias. Basta 1 comprimido de zidovudina + lamivudina e 3 de lopinavir-r a cada 12 horas.

Efeitos colaterais
A Zidovudina pode causar anemia (diminuição de glóbulos vermelhos no sangue), cujos sintomas são palidez, cansaço e tonteiras. Ela também pode provocar diminuição dos glóbulos brancos, principalmente em pessoas que estão tomando outros medicamentos que deprimem os glóbulos brancos, como os que tratam o citomegalovírus e a toxicoplasmose. Para controlar as taxas de glóbulos vermelhos e brancos no sangue, é imprescindível realizar exames de sangue (hemograma) periodicamente.

O lopinavir-r, como todos os inibidores da protease, aumenta os níveis de colesterol e triglicerídeos do sangue. Por isso, siga uma alimentação saudável, sem gorduras ou frituras e faça exames de sangue periódicos de acompanhamento. Os inibidores da protease também costumam causar diarréia. Caso sofra com esse problema, converse com seu médico, pois existem formas de controlar esse efeito colateral. “Algumas pesquisas recentes apontam que a diarréia provocada pelos inibidores da protease pode ser controlada com comprimidos de cálcio”, afirma o infectologista Estevão Portela.

Veja a seguir, com o nosso personagem João, sugestões de como adaptar seu dia a dia às tomadas dos medicamentos. Mas cabe a você, juntamente com seu médico, escolher os horários que melhor lhe convêm.

zidovudina + lamivudina 
1 comprimido de 12 em 12 horas
lopinavir-r 
3 cápsulas de 12 em 12 horas

8h da manhã
Ao tomar seu café da manhã, João toma 1 comprimido de zidovudina + lamivudina e 3 cápsulas de lopinavir-r. O ideal é que o lopinavir-r seja tomado com alimentos, porque isso favorece a tolerância ao medicamento e aumenta sua absorção.

8h da noite
Logo após o jantar, é hora de João tomar 1 comprimido de zidovudina + lamivudina e 3 cápsulas de lopinavir-r.

para o seu tratamento

Um bom diálogo entre você e seu médico é essencial na luta contra o HIV. Vocês dois, juntos, vão traçar a melhor estratégia para enfrentar o vírus. Por isso, confie em seu médico e converse com ele sobre suas dificuldades com o tratamento, com os efeitos colaterais dos remédios, e tire todas as suas dúvidas. Seu médico sabe o quanto a terapia anti-retroviral é complexa e está ali para ajudar você a superar os obstáculos e melhorar sua saúde.
•••
Nunca falte às consultas médicas, que em geral são de três em três meses. Quem vive com o vírus da Aids precisa de acompanhamento médico constante.
•••
Nas unidades de saúde também existem enfermeiros, farmacêuticos, assistentes sociais e psicólogos capacitados a dar assistência a quem é soropositivo. Caso não esteja realmente satisfeito com o atendimento que lhe é prestado, você tem todo o direito de buscar uma outra unidade de saúde.

Compartilhe